MULHERES NO MERCADO DE TRABALHO

No dia 08 de março de 1857, um grupo de trabalhadoras numa Indústria Têxtil em Nova Iorque realizou uma greve reivindicando melhores condições de trabalho. Dentre a pauta de reivindicações estavam o direito à licença maternidade, o direito à equiparação salarial aos homens e também redução de jornada de trabalho. A partir desta data muitos outros protestos e reivindicações ocorreram por parte das mulheres, mas foi no ano de 1975 que a ONU reconheceu o dia 08 de março, como o dia internacional da mulher. Essa data tem uma grande importância histórica porque levantou um problema trabalhista que até hoje não foi solucionado, onde as mulheres têm condições piores de trabalho em relação aos homens.

A Dra. Letícia Lopes Günther traz uma pesquisa do DIEESE, que aborda a desigualdade entre homens e mulheres no mercado de trabalho.

OAB/RS 44.470 e OAB/ SP 384.326

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *