SETEMBRO AMARELO

Estamos no Setembro Amarelo, mês em que são empreendidas ações para a prevenção ao risco de suicídio. Muitas são as circunstâncias que podem levar pessoas aos atos extremos, mas é consenso que a autoagressão é fruto de sofrimento incontrolável, em que a pessoa busca acabar com a sua dor.

Dentre as causas de sofrimento de muitos adolescentes está o denominado bullying, agressão verbal, emocional ou física que ocorre principalmente entre estudantes, em que existem papeis bastante definidos: agressor, vítima e testemunhas.

O agressor tende a buscar demonstrações de poder sobre determinada vítima, normalmente alguém em que se identificam fragilidades e dificuldades de reação. Importante considerar que também existem inúmeros estudantes que assistem os acontecimentos na condição de “testemunhas”, ou seja, têm ciência da agressão, mas têm medo de se posicionar, pelo risco de se tornarem a próxima vítima.

Adultos, por vezes, se manifestam sobre as circunstâncias do bullying, afirmando: “no meu tempo isso era só uma brincadeira”.

É importante resgatar a convicção de que brincadeira somente existe “quando todos brincam”. Quando uma pessoa não brinca, não existe mais brincadeira e há necessidade de reflexão sobre o respeito ao outro.

Também precisamos ficar atentos para a circunstância que, atualmente, a presença constante de adolescentes em redes sociais ou aplicações de interação acaba permitindo ataques incessantes, que podem levar a extremo sofrimento. A prevenção passa por acompanhar o que adolescentes fazem nas suas interações digitais, orientando para o uso respeitoso das ferramentas.

Que o Setembro amarelo possa lembrar a todos que a empatia é um exercício diário, que pode ser ensinado e aprendido pelo exemplo. Os adultos têm papel fundamental pelo espelho que representam. Que possamos ser exemplo de respeito à dignidade do outro, porque todo o ser humano deve ter a sua vida amparada e protegida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *